Secção com estudos sobre os efeitos da pornografia

 

 

 

Estudos que mostram relação entre o consumo de pornografia e degradação da saúde mental e estado emocional:

Fonte/SOURCE: https://www.yourbrainonporn.com/studies-linking-porn-use-poorer-mental-cognitive-health

 

 

Variations in internet-related problems and psychosocial functioning in online sexual activities: implications for social and sexual development of young adults (2004)

Variações em problemas relacionados com a Internet e funcionamento psicológico em atividades sexuais online: implicações para o desenvolvimento social e sexual em jovens adultos (2014)

Estudantes que não participaram em nenhuma das atividades sexuais online estavam mais satisfeitos com a sua vida offline e mais ligados à sua família e amigos. Aqueles que participaram em ambas as atividades sexuais estavam mais dependentes da Internet e revelaram menor integração offline.

Apesar da participação regular dos estudantes em atividades sexuais online como um meio de desenvolvimento social e sexual, os que usavam a Internet e as suas afiliações apresentam um risco de menor integração social.

Internet Pornography and Loneliness: An Association? (2005)  

Pornografia Online e Solidão: Estão associados? (2005)

Os resultados mostraram uma associação significativa entre o uso de pornografia online e solidão, como demonstrado pela informação analisada.

Use of Internet Pornography and Men's Well-Being (2005)

Uso de Pornografia Online e o bem-estar dos Homens (2005)

Apesar da maioria dos indivíduos utilizar a Internet para fins ocupacionais, educacionais, recreativos e de compras online, existe uma minoria masculina relevante, conhecidos como compulsivos cibersexuais e utilizadores de risco, que investem uma quantidade desordenada do seu tempo, dinheiro e energia na procura de experiências cibersexuais com ramificações interpessoais negativas em termos de depressão, ansiedade, e problemas de intimidade com os seus parceiros reais.

Adolescent pornographic internet site use: a multivariate regression analysis of the predictive factors of use and psychosocial implications (2009)

Uso de sites pornográficos por adolescentes: análise de regressão multivariada dos fatores de predição de uso e implicações psicossociais (2009)

Comparando com utilizadores de Internet que não recorrem a sites pornográficos, os utilizadores que frequentam sites pornográficos com pouca frequência tinham duas vezes mais probabilidade de ter problemas de conduta anormais; os frequentadores regulares de sites pornográficos tinham um aumento significativo de probabilidade de terem problemas de conduta. Assim, ambos os poucos frequentes e os de uso regular em termos de visitas a sites pornográficos estão significativamente associados a um desajustamento social nos adolescentes Gregos.

Social bonds and Internet pornographic exposure among adolescents (2009)

Ligações sociais e exposição a conteúdos pornográficos online entre adolescentes (2009)

O estudo descobriu que adolescentes com um grande grau de interação social e de ligação entre si não eram tão propensos ao consumo de material pornográfico explícito, como os seus equivalentes menos sociais (Mesch,2009). Adicionalmente, Mesch descobriu que grandes quantidades de consumo de pornografia tinham uma correlação significativa com menores índices de integração social, especificamente relacionados com religião, escola, sociedade, e família. O estudo também encontrou uma relação estatística significativa entre consumo de pornografia e agressividade na escola…

Frequent users of pornography. A population based epidemiological study of Swedish male adolescents (2010)

Utilizadores frequentes de pornografia: Estudo populacional epidemiológico de adolescentes Suecos do sexo masculino (2010)

O uso frequente foi associado a muitos problemas comportamentais. Visualização frequente de pornografia pode ser visto como um comportamento problemático que necessita de mais atenção, tanto dos pais como professores, e ser abordado em entrevistas clínicas.

“I believe it is wrong but I still do it”: A comparison of religious young men who do versus do not use pornography (2010)

“Acho que é errado, mas continuo a fazê-lo”: Uma comparação de jovens do sexo masculino que vêem pornografia versus os que não vêem (2010)

Os participantes foram 192 homens jovens- adultos entre os 18-27 anos a frequentar uma universidade religiosa nos Estados Unidos.

Apesar de todos acharem que a pornografia era inaceitável, aqueles que não usavam pornografiam (em comparação com os que usavam) reportaram (a) níveis mais elevados de prática religiosa, tanto passada como presente; (b) práticas religiosas familiares passadas; (c) maiores níveis de auto-estima e desenvolvimento de identidade relacionado com namoro e família e (d) menores níveis de depressão.

Mental-and physical-health indicators and sexually explicit media use behavior by adults (2011)

Indicadores de saúde físicos e mentais e comportamentos de uso de media sexualmente explícito por adultos (2011)

Depois de fazer um ajuste demográfico, utilizadores de pornografia, comparados com não-utilizadores, reportaram maior número de sintomas depressivos, pior qualidade de vida, mais dias de pior saúde física e mental, e pior estado de saúde generalizado.

Watching Pornographic Pictures on the Internet: Role of Sexual Arousal Ratings and Psychological-Psychiatric Symptoms for Using Internet Sex Sites Excessively (2011)

Ver imagens pornográficas na Internet: O papel das taxas de excitação sexual e sintomas psicológicos-psiquiátricos do uso de sites de sexo excessivamente (2011)

Resultados num questionário de dependência de pornografia (IATsex) teve correlação com altos níveis de problemas psicológicos como: sensibilidade interpessoal, depressão, pensamento paranóico e psicoticismo. Encontrámos uma relação positiva entre excitação sexual subjetiva durante a visualização imagens pornográficas na internet e problemas declarados na vida diária devido ao excesso de cibersexo, medidos pelo IATsex. As taxas de excitação subjetivas, a severidade global dos problemas psicológicos, e o número de aplicações sexuais foram usadas como preditores significativos dos resultados IATsex, e o tempo dispendido em sites sexuais não contribuiu significativamente para a explicação da variância nos resultados IATsex.

When is Online Pornography Viewing Problematic Among College Males? Examining the Moderating Role of Experiential Avoidance (2012)

Quando é que a visualização de Pornografia Online se torna problemática entre rapazes universitários? Examinando o Papel Moderador da Evitação Experiencial (2012)

O estudo atual analisou a relação entre a visualização de pornografia online e a evitação experiencial de problemas psicossociais (depressão, ansiedade, stress, funcionamento social, e problemas ligados à visualização) através de um inquérito online inter-secções conduzido com uma amostra não-clínica de 157 estudantes universitários. Os resultados indicaram que a frequência de visualização estava significativamente relacionada com cada variável psicossocial, e assim mais visualização correlacionou com mais problemas.